Este é o blog duma Bruxinha Laranja! =)
*Olhó póst freskinhu!

* Fecha-se uma janela...

* Tá a chover!

* Passatempo: Made With Amo...

* Alguém se lembra deste an...

* Preguiçaaa

* Já ouviram falar da Cocic...

* Direito de Opinião

* Divulgando, divulgando...

* Conheço quem gostasse que...

* E a história continua...

*E aqui se fez história...

* Março 2011

* Fevereiro 2011

* Janeiro 2011

* Dezembro 2010

* Novembro 2010

* Outubro 2010

* Setembro 2010

* Julho 2010

* Junho 2010

* Maio 2010

* Fevereiro 2010

* Janeiro 2010

* Dezembro 2009

* Novembro 2009

* Outubro 2009

* Setembro 2009

* Agosto 2009

* Julho 2009

* Junho 2009

* Maio 2009

* Abril 2009

* Março 2009

* Fevereiro 2009

* Janeiro 2009

* Dezembro 2008

* Novembro 2008

* Setembro 2008

* Agosto 2008

* Julho 2008

* Junho 2008

* Maio 2008

* Abril 2008

* Março 2008

* Fevereiro 2008

* Janeiro 2008

* Dezembro 2007

* Novembro 2007

* Outubro 2007

* Setembro 2007

* Julho 2007

* Junho 2007

* Maio 2007

* Março 2007

* Fevereiro 2007

* Janeiro 2007

* Dezembro 2006

* Novembro 2006

* Outubro 2006

* Setembro 2006

* Julho 2006

* Junho 2006

* Maio 2006

* Abril 2006

* Março 2006

*subscrever feeds
*Partido Pelos Animais e Natureza
Partido pelos Animais e pela Natureza
*Segue-me! Follow me!
Twitter
*Plantem uma árvore!
origem
Quarta-feira, 24 de Novembro de 2010
A Felicidade, por Ana Quental (eu)

Depois de uma conversa no facebook no outro dia, seguida por uma conversa no msn e ainda um comentário aqui no meu cantinho, sinto-me na obrigação de dar a conhecer as minhas noções de felicidade.

 

Primeiro que tudo, eu considero-me uma pessoa feliz.

 

Segundo: Peço que não tirem conclusões precipitadas sobre a minha pessoa ao longo deste post. Leiam até ao fim e depois sim, podem tirar as conclusões que desejarem.

 

Começando com aquela fantástica frase feita "O dinheiro não traz felicidade", com a qual não concordo minimamente.

A mim o dinheiro traria muita felicidade. Não porque quero ter um Ferrari Testarossa ou uma casa em cada país do Mundo. Quero apenas ter uma vida semelhante à da maioria da população portuguesa.

Explicando-me um pouco melhor, mas também não expondo a minha vida privada toda, quero ter dinheiro para pelo menos poder viver numa casa com condições.

 

Mais coisas que possa dizer sobre esta frase: Todas as pessoas que me são mais próximas souberam o que se passou com a minha avó neste Verão. Se eu tivesse dinheiro, nada disto teria acontecido. Ou se tivesse acontecido, tínhamos tido alguém cá em casa que pudesse ajudar-nos a cuidar da minha avó nos 2 meses que ela esteve completamente dependente de mim e da minha mãe.

 

Dinheiro vs. Vida diferente

Claro que a minha vida seria diferente se eu tivesse mais dinheiro. De certeza já teria ido a Barcelona, a Madrid, à Holanda, a Inglaterra... Com 22 anos nunca consegui sair de Portugal. A minha mãe tem 52 e também nunca o fez. E a minha avó 84 e está na mesma situação. Será assim tão mau querer ter dinheiro para poder conhecer outros países, outras culturas e querer levar comigo duas das pessoas que mais gosto?

 

Outra pequena coisa que pode não fazer sentido para ninguém mas que a mim dói muito. Levar amigos a casa. Eu tenho uma irmã que todos os dias (quase) leva alguém a casa dela. Eu adorava poder fazer o mesmo. Ter uma casa decente onde pudesse levar os amigos ou colegas, para lancharmos, conversarmos, fazer trabalhos... Qualquer coisa.

Estas seriam as principais diferenças na minha vida.

 

Felicidade vs. Educação

De certeza absoluta que se tivesse dinheiro seria mais feliz neste campo. Ia tirar um curso de fotografia, ia tirar o curso de animação em 2D e 3D que custa 3000€, ia tirar o curso de auxiliar de veterinária, faria um curso de desenho, pintura e ilustração, tinha cursos e workshops de culinária, curso de Teatro, queria aprender a escrever melhor... Enfim, seria alguém com muito mais conhecimentos, acerca de muita coisa diferente.

 

Eu sou feliz com o que tenho. Mas sim, poderia ser muito mais feliz, se tivesse mais dinheiro.

 

Claro que o dinheiro não compra tudo. Pois claro que não. Claro que se tivesse dinheiro e não tivesse a minha família, os meus amigos e os meus animais, eu não era feliz. Mas também será assim tão mau querer ter dinheiro para realizar sonhos tão normais como os meus? Querer ter dinheiro faz de mim uma pessoa pior? Eu não acho.

 

Falta a parte do Euromilhões (falo de um daqueles com Jackpot com os quais ficaria estupidamente rica).

Não vou revelar o que faria porque é algo que tem de ser muito bem estudado. Mas posso dizer algumas partes: comprava uma casa à minha mãe e outra para mim. Acabava de pagar a casa do meu pai e pagava-lhe todas as obras que a casa precisa. Ia pagar a operação que faria a minha avó ter uma vida muito melhor e não lhe fazem no público por ter a idade que tem. Comprava um carro à minha mãe, mudava o meu e o do meu pai e se a Estela também quisesse, também lhe dava um. Comprava a quinta que prometi ao meu melhor amigo.

E todo o restante dinheiro seria para investir num projecto que ia ajudar mesmo muita gente. E mais não digo.

 

Não ia à Lua. Não ia comprar um Lamborghini. Não ia estourar dinheiro para um casino. Não ia comprar roupas caras nem sapatos. Ia ajudar a minha família e os meus amigos a serem um pouco mais felizes.

 

Felicidade para mim inclui: Ter motivos para sorrir, fazer os outros felizes, ter conforto e ter saúde. E o dinheiro pode-me ajudar com qualquer uma destas quatro premissas. Por isso posso afirmar, com toda a certeza que ser feliz, para mim, Ana Quental, passa por ter dinheiro.

 

 

Agora sim, podem tirar conclusões sobre mim. Dúvidas, comentários, sugestões, reclamações, tudo isso e mais alguma coisa poderá ser feito no botão que diz: Comenta!!!

Eu estou...: Feliz.
Wrote by... Witchie às 14:14
Link para a parvoeira acima descrita | Comenta!!! | Adiciona-me aos favoritos!
|
8 comentários:
De D. Leal a 24 de Novembro de 2010 às 19:50
É verdade que o dinheiro traz felicidade, e quem diz o contrário é porque tem e muito. Porque é o unico acesso que nós temos para nos realizar: alimentação, educação, saúde... A minha critica estaria na ideia que só o dinheiro (muito dinheiro) traria felicidade. Bem, tu vives em condições precárias daquilo que descreves parece que tens bastantes dificuldades. Sei bem o que falas e deixa-me dar-te um motivo para teres esperança, só o facto de teres motivações, vai-te dar força para ires mais longe. A falta de dinheiro pode nos limitar, é verdade. Quando dizes que gostavas de tirar mais estudos e escrever melhor porque não podes. Mais uma vez vou-te dar mais outro motivo para teres esperança, dizendo que a arma do pobre é estar mais informado. Se souberes como interagir terás mais oportunidades. Mais para a frente criarei uma categoria no meu blogue a auxiliar nestes casos. Eu não sei tudo mas vou-te dar um conselho se me permites: aprende a utilizar os diplomas do Estado para te ajudar, por exemplo: Se tens o 12º ano e queres tirar um curso superior, tens direito a bolsa mesmo que não sejas uma aluna brilhante, mas só pelo facto de seres pobre, o Estado tenta garantir que tu tenhas as mesmas oportunidade que os outros, agora imagina que a bolsa de estudo não te é atribuída, verifica o artigo que eles nomeiam para esse facto e caso verifiques se têm razão e que não podes fazer nada, pede o subsidio de recensão social que te dará auxilio até tu encontrares trabalho de forma a poderes ser trabalhadora estudante. Tenta questionar tudo, verifica a constituição portuguesa no site do parlamento que fala sobre os direitos dos cidadãos, se te sentires prejudicada mete um processo à instituição ou pessoa mesmo que vejas que és a unica a pensar dessa maneira, para teres advogado, como és pobre, vai à segurança social e pede um advogado, não terás de pagar nada, o Estado tem de garantir os mesmos direitos a todos os cidadãos, não existe cidadãos de 1ª nem de 2ª a arma de qualquer pessoa contra as injustiças são os diplomas legais, nós como podres temos de saber mais, eu tenho a tua idade mas ao contrário de ti, acredito na igualdade de direitos e oportunidades porque elas existem na constituição e terão de ser cumpridas, podes retirar da internet o código civil, etc, é tudo gratuito para que te possas manter informada dos teus direitos e deveres. Outro aspecto que quero sublinhar é o facto de sonhares com o que fazias se ganhasses muito dinheiro, sim porque tudo isso não passa de uma iloção, achas que quem é podre, a maioria não pensa como tu? Eu acredito que sim, não és a unica e nunca serias a salvadora da pátria, o que custa a um rico de dar pão? Nada. E o que custa a um pobre? A refeição. Mas existe podres que passam mais dificuldades para ajudar os outros e são estas pessoas que contam. O que fazes agora com todas as dificuldades que tens, ultrapassando todas elas é que te faz ter valor, não é se ganhasses. O Cristiano Ronaldo, a Luciana Abreu, etc, ajudaram a familia, como todos nós faziamos, e acredito que ajudem os pobres as crianças, bla bla, mas será que é preciso ser rico para isso? Nós todos temos a responsabilidade de ajudar seja de que forma for, o facto de se fazer voluntariado, é uma grande ajuda, de dar um cabaz de natal a uma familia podre, etc, eu sei que pensas nos exageros que esses podres que depois ficaram ricos, fazem. Mas pensa uma coisa, eles nunca tiveram nada, não os julgues, não estou a dizer que o estás a fazer, mas não nos vamos esquecer que não sabemos o que é ter mais e poder mais, à pessoas que enlouquecem (zé maria), à pessoas que vivem melhor e não precisam de luxos, mas nós não sabemos como seriamos porque nunca passamos por isso. Ter dinheiro de forma a ter uma vida digna, era o que querias e tens esse direito. A riqueza é volátil, e muitas vezes nos destrói. Não penses nunca que és um caso único, que só tu é que tás mal, que ninguém passa o que estás a passar... Existem casos semelhantes, piores, e se formos a outros países que nem direitos à habitação têm estamos lixados... Imagina que ficas sem casa, o Estado tem a obrigação de te ajudar, enfim são ajudas que nenhum partido as anuncia porque não convém mas que nós precisamos de as saber e de onde nos dirigir para obter essas ajudas.
De Witchie a 24 de Novembro de 2010 às 21:01
Eu estou num curso superior, para isso ainda chegou.
E sei que não sou a única a estar "mal" e sei que existe muita gente pior. Só me sinto triste por muitas vezes pensarem que sou fútil por querer ter mais algum dinheiro.
Não critico quem o tem e o gasta como quer. Não me julgo melhor que ninguém por dizer que tentaria ajudar muita gente.
E mesmo não sendo rica ajudo as campanhas do banco alimentar, ligo para os 760 bla bla das associações, tanto das que ajudam pessoas como as que ajudam animais, já fui voluntária na União Zoófila (deixei de ser por motivos que não têm nada a ver com a associação, mas sim com quem estava à frente dela) e gostava de ser noutros locais, mas a falta de tempo não me permite.
Quanto à parte política, parece mais simples que realmente é. Nunca consegui acreditar muito nisso, porque desde pequena que sei as vigarices que são necessárias para ter um subsídio na escola ou os recursos têm de ser tão baixos que as pessoas nem têm dinheiro para comer. E felizmente também não estou assim tão mal.
Obrigada pelas tuas palavras
De olharovazio a 24 de Novembro de 2010 às 20:26
Também acredito que o dinheiro pode ajudar muito na resolução de certos problemas que nos condicionam a felicidade. Claro está que não era preciso ser estupidamente rica, apenas o suficiente para poder ter uma vida confortável, o que penso que não é pedir de mais. Também podia ser (ainda) mais feliz se tivesse um pouco mais de dinheiro.
De Witchie a 24 de Novembro de 2010 às 21:03
É exactamente isso que sinto
De D. Leal a 4 de Dezembro de 2010 às 23:36
Posso-te perguntar que curso estás a tirar?
De Witchie a 5 de Dezembro de 2010 às 03:21
Educação de Infância. Só me falta um estágio e acabo
De D. Leal a 5 de Dezembro de 2010 às 14:26
tenho uma amiga que está em Evora a tirar um mestrado de professora do primeiro ciclo. o que é a vida, nós fomos colegas de mesa praticamente do 5º ano ao 9ºano, éramos alunos e tipo é estranho, agora ela vai ser professora.. a vida é assim, estamos sempre a mudar de papeis. um dia somos filhos e netos, noutros somos pais e avós, um dia somos maus porque nao fazemos os trabalhos de casa, noutro somos maravilhosos porque inventamos o facebook lol enfim, o mundo gira e não nos deixa de parar de surpreender ...
De Witchie a 5 de Dezembro de 2010 às 15:17
É verdade, isto de crescer é estranho, os papéis mudam quase a cada dia que passa... Mas acho que sempre foi assim e sempre continuará a ser... Temos mesmo de nos habituar à ideia.

Comenta o post!!

origem
*Uma Bruxa Laranja é isto:
*Aqui pesquisa-se...
 
*Março 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
*tags

* todas as tags

*Favoritos

* Azar a mais numa 6ª feira...

* Num momento podemos estar...

*My Links
free counters
*Comentários freskinhus!
eh eh comprei uma a minha mulher e agora ate ela j...
É uma excelente panela
Obrigada por me adicionares à tua lista de amigos ...
Não, é no nº1 de Benfica, um dos públicos :)Muito ...
é no pedralvinhas? olha mesmo a serio, se precisar...